Boticário: ‘Gostei’ ficou entre palavras mais repetidas nas redes

Anúncio de O Boticário com casais gays

A palavra “gostei” foi uma das mais repetidas no Twitter entre as 31 mil publicações com o termo “Boticário” de 2 a 6 de junho, à frente de termos como “gays” e “Malafaia”, segundo estudo elaborado pela SGC Conteúdo.

> Você viu? Gigante da saúde nos EUA lança vídeo com beijos gays

O período representou o auge das discussões sobre o comercial de O Boticário feito para o Dia dos Namorados, em que dois casais heterossexuais e dois homoafetivos aparecem se abraçando e trocando presentes.

O estudo, intitulado “O Boticário e os casais gays – Ganhos e perdas para a marca na batalha das redes sociais”, reúne dados e análises indicando o alcance e o caráter das discussões que o vídeo gerou na internet, especialmente no Youtube, no Facebook e no Twitter.

O gráfico abaixo, extraído do material, mostra a evolução dos “likes” (avaliações positivas) e “dislikes” (negativas) que o filme publicitário da empresa recebeu no Youtube.

grafico youtube campanha boticario casais gays

Em duas semana, o vídeo polêmico teve 3,2 milhões de visualizações e recebeu 372 mil avaliações positivas, contra 188 mil negativas. Juntos, todos os outros vídeos postados anteriormente pela empresa haviam acumulado 41 mil “likes” e apenas 4,7 mil “dislikes”.

Fora da página oficial da empresa, o vídeo de maior audiência sobre o assunto no Youtube foi, no período analisado, o do pastor Silas Malafaia, com 519 mil visualizações (somando o material original produzido pelo religioso e uma reprodução desse conteúdo em outros canais). O líder da igreja Assembleia de Deus pedia boicote à marca após o anúncio com homossexuais.

Por outro lado, os quatro vídeos com maior audiência em defesa da propaganda (na verdade, em reação a Malafaia) somaram 586 mil visualizações.

Análise

O estudo traz uma análise do diretor geral da SGC Conteúdo, Sílvio Crespo, sobre o impacto da campanha sobre marca, e uma entrevista com a especialista em inclusão e diversidade nas empresas Brenda Fucuta, sócia da Design de Causas e autora do blog Mulheres Incríveis.

Ela observa que as grandes corporações têm defendido a causa LGBT, entre outros motivos, porque “entender as diferenças entre as pessoas ajuda a empresa a entender melhor os seus consumidores”.

> Baixe gratuitamente o estudo ‘O Boticário e os casais gays’.

Fale com a sgc conteúdo:


+55 11 2337.9871

contato@sgcconteúdo.com.br

Agência de Conteúdo Digital e Inbound Marketing

SGC Conteúdo | São Paulo – SP