6 pontos cruciais para um bom conteúdo de inbound marketing

Seis pontos críticos no conteúdo para inbound marketing

Sílvio Crespo*

Como avaliar se o conteúdo de uma estratégia de inbound marketing é o melhor possível?

Em outras palavras, como saber se não daria para gerar mais leads qualificados e vendas – sem aumentar gastos com anúncios?

Para esclarecer, compartilho algumas orientações fundamentais para marcas que procuram de destacar no mercado. São pontos críticos, sem os quais sua produção de conteúdo pode provocar ao menos uma destas consequências:

>> Baixa geração de leads qualificados e de vendas;
>> Necessidade maior de investimento em anúncios;
>> Decepção do cliente com a marca ou empresa.

As dicas abaixo valem para qualquer peça de comunicação da sua estratégia de inbound marketing – não importa se for um e-mail, um blog post, vídeo, e-book, telefonema ou qualquer outro formato ou mídia. Responda as perguntas pensando no seu conteúdo.

 

1. SEU CONTEÚDO AJUDA O CLIENTE A DAR MAIS UM PASSO NO FUNIL DE VENDAS?

Se isso não ficou claro para você já no momento do briefing, melhor pensar um pouco mais.

Quando o objetivo não for branding, e sim vendas, a função de qualquer peça de conteúdo é ajudar o cliente a avançar no funil, seja desarmando uma objeção, seja despertando um interesse pela sua solução.

 

2. AS INFORMAÇÕES ESTÃO CORRETAS?

O correto seria nem precisar dizer isso, mas diversas empresas não checam as informações trazidas pelos seus redatores. Outras replicam trechos (ou textos inteiros) extraídos de sites com credibilidade duvidosa.

Empresas que divulgam informações erradas ou artigos copiados têm um teto de crescimento. Se começam a chamar muita atenção no mercado, os erros vêm à tona nas redes sociais.

 

3. ESTÁ ESCRITO DE FORMA CLARA?

Se você não entender um texto ou um trecho, peça para refazerem. Caso o redator tenha que explicar para você entender, significa que não está claro o suficiente.

Lembre-se de que o seu prospect não tem o telefone do redator para ficar tirando dúvidas.

 

4. O TEXTO ENTREGA O QUE PROMETE?

Esse tem sido um erro bastante frequente com o crescimento do inbound marketing.

Quando você promete um “Guia definitivo” sobre alguma coisa, está dizendo que o seu cliente nunca mais – é bom frisar: nunca mais – vai precisar ler qualquer outro material a respeito do assunto.

Prometer demais é tentador porque gera mais leads. O problema é que gera também mais expectativa, o que aumenta a chance de o seu leitor se decepcionar com a marca. Reconquistar a confiança dele terá um custo.

A lição é: se o título promete, o texto tem que entregar.

 

4. ESTÁ EMBASADO EM INFORMAÇÕES OU EM ADJETIVOS?

Adjetivos e advérbios não convencem ninguém. Não ajudam o seu lead a dar mais um passo no funil de vendas. Dizer que o seu produto é “melhor” não gera vendas. Mostrar os resultados gera.

Repare se os adjetivos e advérbios usados pelo seu redator estão acompanhados de informações. Do contrário, corte-os. O que sobrar é o conteúdo de valor. Se não sobrar nada, mande refazer.

Neste post, coloquei dois adjetivos no título: “pontos cruciais” e “bom conteúdo”. Logo no início, expliquei o que considero um “bom conteúdo”: aquele que gera “mais leads qualificados e vendas”. E ao descrever cada um dos seis pontos, procuro explicar por que eles são cruciais.

 

5. O MATERIAL É OBJETIVO?

O conteúdo para inbound marketing precisa ir direto ao ponto. Lembre-se de que as pessoas não têm tempo para ler qualquer coisa ou assistir a qualquer vídeo. O cliente só vai consumir o seu conteúdo se perceber, desde o início, que ele será útil.

Se a sua intenção não for gerar branding ou envolvimento emocional, seja objetivo.

Um erro que você já deve ter visto é começar o primeiro parágrafo com informações óbvias. Por exemplo:

Encontrar um bom imóvel não é fácil. Uma cozinha que atenda as suas necessidades; uma sala do seu gosto; um número de quartos adequados para a sua família… Tudo isso em um local próximo do seu trabalho e pelo preço que cabe no seu bolso! Parece impossível? Veja 10 dicas para você encontrar a residência dos seus sonhos.”

Parágrafos como esse só atrasam a vida do leitor. O texto poderia começar direto no “Veja 10 dicas…”. Se quer criar empatia, traga alguma novidade que fale sobre o problema ou a dor especifica do cliente.

 

AUMENTANDO A PERCEPÇÃO DE VALOR

Espero que essas dicas ajudem o seu conteúdo a se destacar no mercado, aumentando a confiança do cliente na sua empresa e fazendo-o enxergar cada vez melhor o valor da sua solução.

Em caso de dúvidas, entre em contato!

* Sílvio Crespo é o fundador da SGC Conteúdo (saiba mais).

Fale com a sgc conteúdo:


+55 11 2337.9871

contato@sgcconteúdo.com.br

Agência de Conteúdo Digital e Inbound Marketing

SGC Conteúdo | São Paulo – SP